"Valve cortou nosso lucro de 25% para 6%", dizem artistas do workshop

Discussão em 'Notícias' iniciada por justiceiro, 30 Março 2017.

  1. justiceiro Seu choro não será perdoado

    Membro Desde:
    8 Maio 2012
    Número de Mensagens:
    2,150
    Curtidas Recebidas:
    1,154
    Pontos de Troféu:
    113
    Steam ID:
    justiceiro
    [IMG]
    Ontem, no reddit do dota 2, um grupo de artistas fez um post denunciando as mudanças que a valve tem feito ao longo dos anos na distribuição dos lucros proveninte da venda de itens no workshop do dota 2. São muitos detalhes, mas vou tentar fazer uma explicação mais sucinta.

    Workshop, o que é e como funciona(va)?

    Sendo Dota 2 um jogo free-to-play, a Valve tenta manter o jogo lucrativo vendendo itens do jogo para seus usuários, geralmente itens cosméticos ou ingressos para assistir campeonatos. Para produzir conteúdo constamente, a valve, ao invés de contratar artistas particulares, optou por usar o workshop. Basicamente, workshop é um site da valve onde qualquer um pode criar um item pro jogo e, se os membros da comunidade aprovarem e a valve aceitar, esses itens serão vendidos e o criador do iten recebe uma parte dos lucros.

    Segundo o que os artistas falaram, o que dá realmente lucro são os baús. Os lucros dos baús são divididos igualmente entre os artistas que tem itens nele. A vavle pega o valor que o cara pagou no bau, fica com 75%, e distribui o restante entre os artistas que fizeram os itens (essa divisão é feita independente da raridade do iten, todos os contribuintes do bau recebem a mesma quantia). Esse esquema costumava ser sustentável, atraindo artitas talentosos e e tornando o mercado competitivo o suficiente para garantir qualidade. A situação era tão boa que alguns artistas dedicavam 100% do tempo deles fazendo itens. E tudo ia bem até que...

    Surge o battle pass
    [IMG]
    Em 2015, a valve anunciou os Major, campeonatos feitos de 3 em 3 meses na época, e junto com ele os battle pass. Os battle pass oferecem diversas vantagens, como o acesso aos baús e também permite que os usuários conquistem sets ratos jogando. A princípio era uma boa idéia pros artistas, saber exatamente quando as vendas dos baús aconteceriam e poder se planejar para elas. Mas, com o battle pass, a valve decidiu redistribuir os lucros. Agora, o battle pass e os baús vendidos nele repassariam apenas 12.5% do valor total (antes era 25%). Além disso, não haveria mais distinção entre o lucro dos primeiros e dos últimos baús do battle pass, o que faz sentido, pois os baús lançados por último vendiam menos pois os usuários ja tinham feitos várias missões, etc.

    Apesar do corte, os artistas ainda toleraram as mudanças, mas nessa altura do campeonato, eles ja começavam aperceber os problemas do sistema da valve. Primeiro que a decisão foi totalmente unilateral, a valve disse que ia ser assim por um e-mail e pronto, não deu chance dos artistas contestarem ou mesmo desistirem. Além disso, ela avisou muito em cima da hora os artistas que ela queria os itens eles no battle pass(algo que foi resolvido esse ano). Com os battle pass, a valve praticamente eliminou a possibilidade de lucrar fora dessa época, ou quem colocasse algo com tema diferente(esse agora o tema é agua) simplesmente não era aprovado e ficava 5 meses sem nenhuma perspectiva de lucro.

    Mas esse não é o fim da história ainda.

    Fall Major 2016
    [IMG]
    Quando o major de boston aconteceu e os batle pass foi vendido, os artistas colocaram seus itens lá e esperaram pelo resultado das vendas, que só é liberado depois que o último tesouro é lançado. Quando os resultados chegaram, ficou claro que os artistas só estavam recebendo por vendas de báus, não estavam recebendo nada pela venda dos passes! As vendas dos passes eram muito importantes, até porque (teoricamente)é com elas que se paga os sets que são liberados ao fazer as missões. Mas não, a valve resolveu dividir com os artistas somente os lucro dos baús, não importando em que set ele trabalhou e pra onde ele foi. Essa mudança equivaleu a diminuir em 6 vezes o lucro dos artistas, de 25% para 6% das vendas da valve. Os artistas, obviamente, se revoltaram e demandaram respostas, tentado entrar em contato com o Gabe Newell, Erik Jhonson e o próprio time de dota 2. A resposta foi, supreeendemente,
    .
    .
    .
    ...silêncio

    Frustrados, alguns artistas começaram a abandonar o sistema. Em comparação, o sistema do CS:GO paga melhor e continua saudável. Outros, com medo de represárias ou de serem cortados pela valve se mantiveram calados. Enfim, teve aqueles que decidiram se unir e fazer essas denúncias, que você pode ler na integra aqui.

    Essas denuncias certamente me preocupam, pois já tentei várias vezes lançar alguma coisa no workshop, mas nunca investi mais com medo de não ter retorno. Agora chegam essas denúncias e me pergunto se devo continuar com os projetos que ja iniciei em particular. :(
    Flah_Los curte isto.
  2. Yap ! Iniciante

    Membro Desde:
    19 Fevereiro 2015
    Número de Mensagens:
    19
    Curtidas Recebidas:
    4
    Pontos de Troféu:
    3
    agora sim ta explicado porque esses novos itens cosméticos estão uma "porcaria"... e a tendência é piorar ainda mais
    justiceiro curte isto.
  3. rraptor7 Redator

    Membro Desde:
    28 Setembro 2011
    Número de Mensagens:
    860
    Curtidas Recebidas:
    512
    Pontos de Troféu:
    93
    Sabe o que eu acho disso tudo? Pouco.

    A comunidade de Dota parece um bando de doidos desvairados, que compram TUDO! TUDO! que a Valve coloca a venda. Os sets vem sendo uma merda tem quase um ano, e por incrível que pareça, os lucros não parecem cair.

    Vejam por exemplo esse set do Juggernaut. Ele pegaram dois conceitos de sets já existentes e colaram no que deveria ser a arcana, e eu desconfio que até a votação do IO X Jugger a Valve meteu a mão.

    E todo mundo sabe que, a Valve nunca perguntou a ninguém sobre alguma mudança que eles têm em mente. A comunidade de Dota é tipo a de COD: por mais que a cada ano a coisa fica pior e reciclada, o recorde de vendas só aumenta.
  4. justiceiro Seu choro não será perdoado

    Membro Desde:
    8 Maio 2012
    Número de Mensagens:
    2,150
    Curtidas Recebidas:
    1,154
    Pontos de Troféu:
    113
    Steam ID:
    justiceiro
    Eu acho que o que está realmente em jogo aí é o sentimento prazeroso de se conseguir um iten raro ao abrir um baú. É esse mesmo esquema que atrai jogadores no mercado mobile, fazendo eles gastarem centenas de dolares em um jogo só por uma chance de drop raro. Não é a toa que nesse post os artistas nem mencionaram o que eles ganham com vendas diretas dos itens, pois o que eles ganham nisso é provavelmente trocados comparado com o que sai nesses baús.

    A natureza do free to pay é essa.
    isbngdeqw curte isto.

Partilhar esta Página